comprar veículo usado

Vai comprar um veículo usado? Como utilizar as cartas contempladas específicas para essa modalidade

A carta contemplada é uma boa alternativa para quem deseja comprar carro usado. No entanto, não é todo mundo que sabe como utilizá-la. Este é o seu caso? Então, veja como usá-la e aproveitá-la ao máximo.

 

Como usar a carta contemplada

Pode não parecer, mas o uso da carta contemplada de carro é mais simples do que se pensa. Veja, abaixo, como aproveitá-la da melhor maneira possível para comprar seu veículo usado:

 

Escolha um vendedor e veículo

Assim que a carta contemplada é liberada, o próximo passo é escolher um vendedor confiável, bem como o veículo que deseja comprar. Normalmente, é possível optar entre carro, moto, caminhão, entre outros.

Se estiver na dúvida se seu consórcio permite a aquisição de modelos variados de veículos, sempre confira o contrato que possui ou confirme a informação com a administradora do consórcio.

 

Negocie valores

A negociação é uma das etapas mais importantes do uso da carta contemplada. Como a compra é feita à vista, existe a possibilidade de negociar um melhor preço, o que permite comprar veículo usado mais caro e melhor ou contar com uma sobra de crédito.

Essa sobra pode ser utilizada de diferentes maneiras, como para pagamento de seguro, IPVA, instalação de ar condicionado, entre outras melhorias no automóvel.

Em alguns casos, é oferecida a possibilidade de saque do dinheiro que sobrou ou seu uso para pagar parcelas restantes do consórcio, ajudando a diminuir eventuais dívidas. Sempre confira com a administradora se essas opções estão disponíveis.

 

Comunique sua escolha à administradora do consórcio

Depois de encontrar um vendedor e definir qual veículo deseja adquirir, comunique suas escolhas à administradora do consórcio de veículo, porque ela é a responsável pela operação de pagamento do bem. Quando todo o processo for finalizado, a administradora e o vendedor avisam o comprador e é só retirar o veículo!

faculdade de pedagogia a distancia

Quantas horas por dia trabalha um pedagogo?

O Pedagogo é um profissional de extrema importância em nossas vidas.

Ele pode atuar como professor nos anos iniciais do Ensino Fundamental (até o 5º ano) como professor de turma, assumindo de forma integral o currículo de ensino. Além de dar aulas, o pedagogo também pode atuar em outras frentes relacionadas ao ensino e aprendizagem. Dentro de instituições de ensino, seu trabalho sempre estará atrelado a atuação do professor, associando o aprendizado às questões sociais e a realidade em que os estudantes se encontram naquele momento. Mas além das escolas, o pedagogo pode atuar em órgãos públicos (municipais, estaduais ou federais), empresas privadas (Recursos Humanos, treinamento e desenvolvimento), ONGs, Instituições de Saúde, Indústria de Brinquedos, projetos culturais, Mídias e Editorias (elaborando e analisando conteúdos para o público infantil).

É uma área bastante ampla e que atrai muitos novos alunos todos os anos nos cursos de graduação.

Bom, sabendo disso, vamos entrar então no assunto principal desta postagem. Você sabe quantas horas por dia trabalha um Pedagogo? Vamos responder de forma rápida: a média no mercado brasileiro é de 38 horas semanais, o que dá uma média de 7 a 8 horas por dia. Então, se você pensa em iniciar uma faculdade de pedagogia a distância, já sabe como e onde poderá atuar, bem como a duração diária de trabalho.

Sim, você deve ter notado que citamos faculdade de pedagogia a distância, e há um motivo simples para isso: é a melhor opção! Assim você otimiza seu tempo, tem a liberdade de estudar onde e quando quiser, podendo tranquilamente conciliar os estudos com seu trabalho e outras atividades. A busca por graduação em pedagogia EAD tem sido cada vez maior. Para se ter uma ideia, de todas as matrículas feitas no Brasil, 52% são para o ensino a distância, ou seja, os números já superam o modo presencial.

A qualidade do ensino, pode ter certeza, é a mesma. A duração também, o MEC estabelece que os cursos tenham quatro anos. Porém, com o curso EAD você pode optar pelo material com o qual prefere estudar. Seja por livros impressos ou videoaulas, certamente sua preparação será completa.

Após concluir seu curso de pedagogia EAD, atuando em escolas você irá receber uma média salarial que pode alcançar os R$ 2,5 mil, isso em se tratando da rede pública, pois na rede particular esse valor sempre dependerá de definição a partir de acordos e convenções coletivas da categoria em cada estado.

Já em outras áreas, a remuneração do Pedagogo dependerá de diversos parâmetros como função, experiência, qualificação e, principalmente, o tipo de empresa.

Citando alguns exemplos cujos vencimentos ultrapassam a média nacional, um Gerente Pedagógico pode ganhar R$ 4 mil, já Consultores e Supervisores recebem mais de R$ 3,1 mil, enquanto um Coordenador Pedagógico alcança um salário de quase R$ 2,6 mil.

Agora que você já sabe tudo sobre o trabalho, carga horária e mercado de trabalho na área da Pedagogia, está na hora de buscar uma faculdade credenciada no Ministério da Educação para começar a sua carreira como Pedagogo.

curso oab

Como escolher a área de atuação para advogar?

Já na segunda fase do Exame de Ordem, o estudante precisa escolher a área jurídica em que deseja realizar a prova, e provavelmente, seguir com a sua carreira. As opções da OAB são: Direito Administrativo, Direito Civil, Direito Constitucional, Direito do Trabalho, Direito Empresarial, Direito Penal ou Direito Tributário. Então, a primeira e mais importante dica é não escolher apenas porque há um maior índice de aprovados em uma delas ou porque um colega disse que é mais fácil. Essa é uma escolha importante e pessoal, mas temos algumas dicas que podem te ajudar nesse momento.

Na hora de escolher a área de atuação para advogar é preciso levar em consideração as suas preferências dentro de sala de aula. Relembre quais atividades e trabalhos gostou de fazer, quais aulas eram mais prazerosas e em qual prova você tinha maior facilidade. Assim, você saberá quais são suas preferências e aptidões. Vale também, começar pelas áreas que não te agradam, assim você conseguirá riscar alguns itens da lista e terá menos opções para decidir.

Outra dica essencial é levar em consideração seus estágios durante a faculdade. Afinal, eles te proporcionaram uma vivência dentro de áreas específicas do Direito. Vale considerar se você gostou de trabalhar com esse tema. E também, se você fez um estágio em determinada área e gostou do trabalho, já possui bons contatos que podem ser utilizados quando você ingressar no mercado de trabalho. Por isso, é importante sempre frisar por um bom relacionamento e uma boa postura no trabalho desde a época de estágio.

Mas antes de escolher a área de atuação, utilizando as nossas dicas, e iniciar o trabalho como advogado ou advogada, você precisa conquistar a carteira do Ordem dos Advogados do Brasil. Para isso precisa ser aprovado em uma das edições do Exame de Ordem. E para conseguir essa aprovação, precisa contar com um curso OAB. Infelizmente, apenas o ensino da faculdade não é o suficiente para fazer parte do seleto índice de aprovados no exame, principalmente, o índice de aprovados já na primeira tentativa. Então, invista em um preparatório de qualidade, que possa trazer apenas o conteúdo que realmente será cobrado, que facilite sua trajetória de estudos e te leve até o sucesso.

Para fechar o texto, a nossa última dica é que você prefira um curso online. Afinal, é cada vez mais difícil equilibrar o tempo entre estudos, trabalho e demais responsabilidades dos dia-a-dia. Então, não é interessante ter um horário fixo para estudar, muito menos precisar se deslocar para isso. Com um curso online, você pode estudar no melhor momento do seu dia, utilizando, até mesmo, intervalos como o almoço ou o trajeto no transporte público. E você pode aprender no período em que sua mente está mais bem preparada para absorver o conteúdo. Além de ver as vídeo aulas de um curso OAB, também responda muitas questões de exames anteriores. Essa é a melhor forma de testar seus conhecimentos e te deixar preparado tanto para a prova, quanto para a rotina de trabalho como advogado ou advogada.

limpeza em altura

Como é feita a Limpeza em Altura?

Já parou para pensar como é feita a limpeza em altura, como em fachadas de vidro? Para uma fachada ser bonita, ela precisa ser limpa não é mesmo? Os cuidados com a fachada envolve uma limpeza técnica, com profissionais qualificados e cientes do risco e dos equipamentos de segurança necessários nesse tipo de serviço.

 Não é qualquer um que pode subir e limpar. É preciso conhecimento técnico, equipamentos corretos e noções básicas de segurança para poder realizar o serviço adequadamente. Continue com a leitura para compreender melhor como é feita a limpeza em altura e veja como limpar janelas de vidro e fachadas em locais altos:

O que é necessário para fazer a limpeza em altura

Primeiramente, uma equipe de limpeza especializada para esse tipo de serviço, além disso:

     Equipamentos de proteção individual (EPIs);

     Equipamentos de proteção coletiva (EPC’s);

     Cumprir todas as normas de segurança exigidas pelo Ministério do Trabalho;

     Trabalhadores devem ter as certificações necessárias.

Somente com todos esses quesitos é que a equipe de limpeza poderá exercer sua função e limpar fachada de vidro ou qualquer outro tipo de limpeza em altura.

 Para o serviço, utiliza-se uma técnica baseada no rapel. Basicamente, a equipe faz escalada nos prédios para realizar a limpeza. Usa-se cordas e outros acessórios de segurança para evitar acidentes durante o procedimento.

 É uma atividade de alto risco, já que os profissionais de limpeza enfrentam grandes alturas, algumas vezes escalando 100 metros ou mais! Enfrentando calor, frio e ventos fortes. O risco de queda é grande, sendo esse o principal acidente de trabalho nessa profissão.

 Devido ao alto risco, o profissional que realiza a limpeza em altura precisa ser altamente qualificado e treinado. Por esse motivo, é fundamental a terceirização de uma empresa séria e que cuide de seus funcionários, oferecendo o equipamento necessário e o treinamento adequado.

Tipos de limpeza em altura

Existem vários tipos de limpeza em altura, além das fachadas de vidro e janelas. Como por exemplo:

     Lavagem de telhados, fachadas e calhas;

     Limpeza de caixa d’água e superfícies de alumínio;

     Limpeza de tanques e silos industriais;

     Conservação preventiva de fachadas.

Cada uma dessas limpezas exige uma técnica diferente, bem como produtos e equipamentos distintos. Na hora da contratação, é preciso deixar claro o tipo de limpeza que sua empresa precisa. Dessa forma, a equipe contratada poderá se preparar melhor.

 Além da técnica rapel, existem outras formas de realizar a limpeza em altura. Como é o caso de plataformas elevatórias, cadeira suspensa e andaimes. Os equipamentos também são próprios para esse tipo de serviço, bem como os produtos aplicados.

Como contratar serviço de limpeza em altura

A melhor alternativa é a terceirização para serviços de limpeza em altura. Atualmente existem empresas especialistas nesse segmento, algumas focam em fachadas, outras em telhado ou em uma limpeza completa. Seja qual for, a optar pela terceirização para otimizar recursos e tempo.

 Na hora de decidir pela empresa, verifique alguns pontos importantes:

     A equipe que realiza a limpeza em altura é treinada com os devidos cursos (NR’S)?

     A empresa fornece equipamento de segurança adequado para sua equipe?

     A empresa fornece os produtos para a limpeza?

     Os produtos são próprios para esse tipo de limpeza?

Essas questões são importantes, pois trata-se da segurança do profissional que irá subir e também do resultado final após a limpeza.

 Além de todos os pontos de segurança, ainda há mais um bom motivo para a terceirização da limpeza em altura, a redução da burocracia na contratação de funcionários. Além disso, terceirizar é bem mais simples, elimina o vínculo trabalhista e ainda reduz todos os custos operacionais.

Por que fazer a limpeza de fachadas de vidro?

Limpar fachadas de vidro é uma tarefa importante de qualquer empresa. É ela quem irá deixar o visual do seu negócio sempre limpo. Contudo, é uma tarefa complicada de ser fazer frequentemente, já que é perigosa e envolve um custo.

 Existem bons motivos, além dos estéticos para se fazer a limpeza em fachada com uma boa frequência. Durante a limpeza é possível encontrar problemas estruturais que podem causar danos ao prédio. Como rachaduras e problemas na impermeabilização. Dessa forma, o proprietário pode realizar a manutenção preventiva e evitar danos graves e prejuízos.

  A limpeza de fachada também valoriza a edificação no mercado imobiliário. Seja para locação de salas, o valor do prédio aumenta, afinal, é um local bonito, higienizado e muito bem cuidado.

graduação-a-distância

Cursar uma licenciatura a distância é a mesma coisa que presencial?

Cada vez mais pessoas estão procurando uma faculdade a distância. Porém, alguns estudantes ainda possuem dúvidas sobre a qualidade desse ensino. Mas não há motivos para isso, o curso a distância possui a mesma eficácia de aprendizagem do curso presencial e segue as orientações do Ministério da Educação (MEC). Por exemplo, as novas diretrizes do MEC apontavam o aumento da duração nos cursos de licenciatura e isso foi aplicado tanto na faculdade de pedagogia EAD quanto na presencial. Agora, ambos os cursos precisam ter no mínimo quatro anos de estudos.

Segundo pesquisas da Associação Brasileira de Educação a Distância (Abed), o maior número de matrículas registradas no EAD em 2018 foi em cursos de licenciatura, foram nada menos que 324.302 matrículas. Mas, além desses números, há diversas outras áreas e formatos de cursos para escolher. Além de licenciatura, há graduação, tecnologia, pós-graduação e extensão. Um dos cursos com bastante procura é a graduação em Letras a distância.

Como já falamos, a qualidade do ensino é a mesma, e até no diploma não há diferenciação. Porém, há alguns benefícios que só o EAD consegue trazer aos alunos. O principal deles é a flexibilidade de horários. Afinal, como você só depende de si mesmo e de um dispositivo com acesso a internet, pode estudar onde e quando quiser. Assim, pode aproveitar melhor seu dia e se organizar com os compromissos diários. Por exemplo, se você usa o transporte público para ir até o trabalho, pode aproveitar esse tempo de deslocamento para assistir uma videoaula ou responder algumas questões. Ou ainda, estudar em casa perto da sua família e no conforto do lar.

Mas não é só isso, além e economizar tempo, você também economiza dinheiro. É que as mensalidades dos cursos EAD são muito mais baixas em comparação aos presenciais. Isso acontece porque as faculdades que possuem ensino a distância não precisam manter grandes estruturas físicas para receber alunos diariamente. Em outras palavras, elas têm menos custos e podem repassar essa economia para as mensalidades dos estudantes. Então, não confunda preço mais baixo com qualidade inferior.

Então, se você quer se matricular para cursar licenciatura ou qualquer outra modalidade, saiba que o formato EAD é a sua melhor opção. Afinal, a qualidade de aprendizagem será a mesma e você ainda terá acesso a alguns benefícios exclusivos, como flexibilidade de horários, deixar de lado o trânsito do deslocamento e pagar um valor mais baixo por mês. Além disso, também terá acesso a outros formatos de materiais que vão te ajudar na rotina de estudos como livros impressos.

Mas vale lembrar que você precisa pesquisar e encontrar a melhor instituição para realizar seu objetivo acadêmico. E se você está procurando um curso na modalidade EAD, precisa confirmar se a faculdade realmente oferece um ensino a distância. É que algumas instituições cobram muitos encontros presenciais que podem impedir o bom funcionamento da sua rotina de compromissos. Afinal, se você optou pelo EAD não deve possuir tempo de sobra para se deslocar até a instituição toda semana.

como-calcular-cerveja-para-evento

Como calcular cerveja para evento?

Todo mundo gosta de uma boa festinha, não é mesmo? Mas pra ela ser boa mesmo, tem que ter planejamento! Afinal, nada mais chato do que acabar a cerveja no meio do evento, não é mesmo?

Além de calcular cerveja para festa, tem que levar em consideração alguns pontos, como o tempo de duração, o tipo de comida que será servida e as demais bebidas que serão servidas também. Não esqueça também de contabilizar a quantidade de convidados!

Para evitar que a bebida acabe, confere aí como calcular bebida para festa na quantidade ideal:

Como calcular cerveja para festa

A quantidade de bebida de uma festa tem que ser a ideal. Nem menos para não faltar e nem em excesso para sobrar (e afetar o seu bolso). Para chegar a quantidade ideal, comece fazendo a lista de convidados.

Aliás, toda festa começa por aí!

Com a lista em mãos, note a faixa etária. Veja quantas crianças e quantas pessoas consomem bebida alcóolica. Esse dado será importante para calcular cerveja para festa. Certamente, você conhece todos os convidados. Então saberá quais bebem cerveja, refrigerantes e sucos.

Outro ponto importante é a duração da festa. A tendência é que quanto mais animada e longa, maior o consumo de bebidas e comidas. A temperatura também influencia. Calor combina com uma cerveja gelada, não é mesmo?

Agora, para usar como base de cálculo, considere que um 1 litro de cerveja por pessoa durante uma festa de 4 horas em condições climáticas normais. Nessas mesmas condições, calcule 1½ copo (cerca de 300ml) por hora.

Antes de comprar a cerveja para seu evento, pense em toda a logística. Você terá que ter um espaço adequado para armazená-las e garantir a temperatura. Geladeiras convencionais não costumam gelar tanta cerveja ao mesmo tempo, o que pode ser um grande problema durante a festa.

Como calcular chopp para festa

Cerveja em festa é bom, chopp é melhor ainda!  Para calcular o chopp para festa a conta base é outra. Leve em consideração 2 litros de chopp por convidado. Isso porque a bebida é mais leve e parece descer melhor, não é mesmo?

O que acontece, é que o chopp, diferente da cerveja, é servido com o colarinho. A famosa espuma. E ela tem um papel importantíssimo na hora de servir uma boa caneca! É a espuma que mantém a temperatura e o gás da bebida. Também evita que o chopp entre em contato com o oxigênio, ponto em que ele tende a amargar. Toda caneca de chopp deve ser servida com 2 ou 3cm de colarinho.

Há outros fatores que podem interferir na quantidade. Quando a festa tem predominantemente homens, pode pedir um pouco mais. Se tiver mais mulheres, um pouco menos.

Outro dado importante para te ajudar na hora do cálculo é:

  • 10 litros de chopp rende em média 30 copos;
  • 30 litros de chopp rende em média 100 copos;
  • 50 litros de chopp rende em média 150 copos.

Chopeira a gelo ou elétrica?

Além da quantidade, também precisa pensar na chopeira. Afinal, um chopp geladinho é o caminho certo para o sucesso da festa.

A princípio, saiba que as duas oferecem uma bebida geladinha, já que o funcionamento é o mesmo. O que muda, é a indicação e o tipo de festa recomendado.

A chopeira a gelo é mais indicado para reuniões com poucas pessoas. Isso porque a saída do chopp é um pouco mais devagar. Outro ponto positivo é que seu chopp continuará geladinho mesmo sem energia.

Importante: no aluguel de chopeira Curitiba a gelo, não necessita colocar álcool e sal grosso no gelo. Pois irá congelar a bebida e ela não saíra da serpentina.

Já a chopeira elétrica será instalada em sua casa por um profissional. Será deixada prontinho para uso! É mais indicada para eventos de grande porte, com bastante convidados. Neste caso, existem também vários tamanhos de máquinas disponíveis para aluguel chopeira Curitiba.

Importante: não mexe, em hipótese alguma no termostato, pois ele já vai para sua festa pré-regulado. Certifique-se também sobre a voltagem elétrica.

Barril de chopp Curitiba e chopeiras: onde alugar?

Para sirvas seus convidados muito bem e curtir uma boa festa, procure o melhor aluguel de chopeira de Curitiba. A Peg Chopp instala a chopeira no endereço selecionado e deixa tudo funcionando. Você não terá nenhum tipo de trabalho.

Entre em contato e faça um orçamento!

Como o aço galvanizado é usado na concertina?

O aço galvanizado é comumente associado à concertina, mas nem todo mundo sabe exatamente o porquê. Aqui, esclarecemos como esse material é usado na concertina. Confira!

 

Aço galvanizado e concertinas

O aço galvanizado é utilizado na confecção da concertina, não importa se tradicional, clipada, flat ou tela de proteção. Há um motivo para isso: esse tipo de aço é muito mais resistente ao processo de oxidação.

Na prática, isso quer dizer que a concertina de aço galvanizado pode entrar em contato com a água e umidade sem apresentar ferrugens, mantendo-se em excelentes condições durante um longo período.

Em curto e longo prazos, essa característica de maior resistência à corrosão é muito importante porque significa que o cercamento não demanda constantes manutenções, muito menos precisa ser trocado com frequência, o que ajuda a economizar.

Por isso, a concertina de aço galvanizado é uma excelente solução de grade de segurança para aqueles que buscam um material eficaz, prático e com ótimo custo-benefício.

 

O que é aço galvanizado?

Uma das maiores dúvidas envolvendo o aço galvanizado é o que seria esse item, especificamente. Trata-se de um material metálico que passou pelo processo de galvanização durante sua fabricação.

A galvanização nada mais é que o revestimento do aço por uma camada fina de zinco, seja por eletrogalvanização ou imersão a quente. O zinco impede que o aço entre corrosão, garantindo a maior qualidade e vida útil da rede de proteção.

 

Tipos de concertina de aço galvanizado

Há vários tipos de concertina fabricadas com aço galvanizado, como o tradicional (ideal para residências), clipada (perfeita para áreas que exigem segurança reforçada), flat e rede laminada (excelentes para montagem de cerca em espaços reduzidos).

Todas essas versões de concertina podem ser utilizadas para cercamento em muro ou portão, potencializando a segurança perimetral e patrimonial em diferentes ambientes.

clareamento-dental

O que é Odontologia Estética?

Quantas vezes você vai ao dentista por ano? Somente quando tem dor ou algum outro problema nos dentes? Saiba que isso é o que mais acontece, mas não é o certo. O ideal é visitar o dentista com mais frequência. Além de cuidar da saúde bucal, há também a odontologia estética, área responsável por proporcionar um sorriso perfeito.

 Dentes bonitos é um sinal de cuidado, de carinho consigo mesmo. E, também contribui para elevar a autoestima. A odontologia estética vai muito além do clareamento dental ou de lentes de contato dentárias. Resolve dentes quebrados, trincados e até mesmo desalinhamento.

 Deixar o sorriso bonito é bem mais fácil do que você imagina. Veja como o que é odontologia estética e descubra como ela vai te ajudar:

Descubra o que é odontologia estética

Em poucas palavras, a odontologia estética é praticamente a arte de deixar o sorriso perfeito! Os dentes alinhados, brancos e brilhantes.

 São vários os tratamentos odontológicos com o intuito de deixar os dentes mais bonitos. O clareamento dental é um deles, sendo um dos mais conhecidos.

 Há também as lentes de contato dentárias, que são fragmentos de porcelana usados para alongar dentes quebrados ou desproporcionais. Também é usado para fortalecer pontos vulneráveis. A lente de contato dental é um tratamento odontológico que resulta em um sorriso bem mais harmônico e personalizado.

 Outro tratamento bem comum e com ótimos resultados são as facetas de porcelana. Assim como as lentes de contato dentárias, as facetas de porcelana são aplicadas com o intuito de harmonizar o sorriso. Os dentes são desgastados e revestidos com uma capa de porcelana. Dessa forma, são alinhados corretamente, além de possuírem bastante brilho e resistência.

 Além desses, existem outros tratamentos odontológicos estéticos mais conhecidos, como:

 

     Restaurações;

     Aparelho dentário;

     Botox;

     Bichectomia;

     Clareamento dental (no consultório ou caseiro);

     Envernizamento dentário;

     Colagem dentária;

     Coroa dentária ou capa dentária;

     Obturações dentárias;

     Implantes dentários.

 

Como saber se preciso de tratamento estético nos dentes?

É bem simples. Abra um sorriso em frente a um espelho. Está feliz com o que vê? Ou acha seu sorriso amarelado, desalinhado ou até mesmo com falhas?

 Ao perceber falhas, um dente menor que outro, ou até mesmo um sorriso mais opaco, são sinais de que a odontologia estética é para você. A insatisfação com o sorriso faz com que as pessoas deixem de sorrir.

 E pessoas que não sorriem são tristes. Encontrar o seu sorriso perfeito é a porta de entrada para felicidade em sua vida.

 Há ainda outros problemas que podem ser resolvidos com tratamentos odontológicos estéticos. Como a dificuldade de mastigação, de dicção e diastema (dentes afastados).

Por que investir em odontologia estética?

Usando a famosa frase clichê: o sorriso é o cartão de visita. A primeira impressão é sempre a que fica, portanto, um sorriso bonito pode ser um grande aliado na hora de conquistar alguns objetivos, sejam eles profissionais ou pessoais.

 Além disso, não há nada melhor do que sorrir para o espelho e ver um largo e bonito sorriso, não é mesmo?

 Investir em odontologia estética é investir em si mesmo. Isso ajuda a melhorar a autoestima, o que consequentemente melhora o seu humor e sua produtividade. Logo, ter um sorriso bonito faz toda a diferença!

 Alguns tratamentos odontológicos são mais caros e outros mais acessíveis. Mas todos apresentam bons resultados, desde que feitos em boas clínicas e com bons profissionais.

Onde fazer tratamentos odontológicos estéticos?

Procure sempre boas clínicas odontológicas. Curitiba é uma cidade premiada para isso. É lá que fica a clínica Dental Esthetic Center. Com equipamentos de primeira e profissionais capacidades, transforma vidas através de sorrisos perfeitos.

 O ambiente é super confortável e, o atendimento é incrível! Com processos de odontologia de alta performance, os resultados obtidos são bastante satisfatórios. Além disso, é essa clínica odontológica em Curitiba é referência em qualidade no Paraná. Afinal, além da clínica de atendimento ao público, possui uma instituição de ensino qualificada para ensinar novos profissionais na área de odontologia estética.

  Certamente, um bom lugar para transformar o seu sorriso. Agende um horário e mude sua vida.

graduação-em-pedagogia

Vale a pena fazer pedagogia?

A escolha de qual curso superior vai cursar é uma dúvida muito comum. Além do curso que irá formar o aluno para o mercado de trabalho, é importante escolher qual modalidade de ensino mais se encaixa com as suas necessidades: presencial ou a distância.

Se você tem aptidão e vontade de trabalhar na área da educação, a faculdade de pedagogia pode ser uma boa opção.

Então, se você busca um curso que vai te preparar para trabalhar em diversas vertentes na área da educação, a graduação em pedagogia vale muito a pena.

Durante a graduação o aluno vai ser preparado para trabalhar como Pedagogo. Após a formatura, ele pode atuar em diversas áreas, dentro e fora de instituições de ensino, como professor no ensino fundamental e na pré-escola, como professor ou auxiliar de sala. Além disso, o profissional formado em pedagogia pode atuar na administração escolar, como supervisor, orientador ou diretor escolar. Fora das escolas, também existe a possibilidade de exercer a profissão como Pedagogo Empresarial, Pedagogo Hospitalar, em Indústrias de Brinquedos e na produção de materiais pedagógicos.

A faculdade de Pedagogia tem duração de 4 anos e é uma das 10 mais procuradas pelos futuros alunos de uma graduação, e quando levamos em conta apenas a modalidade de ensino a distância, ela é a mais disputada.

Como é a faculdade de Pedagogia a distância?

O ensino a distância está crescendo muito nos últimos anos no Brasil, e ofertando aos estudantes uma gama imensa de cursos e especializações. Uma pesquisa divulgada em 2018 mostrou que o número de alunos de cursos EAD já tinha superado 1,5 milhão de pessoas.

A graduação a distância, com certeza, é a melhor opção para quem já está trabalhando, mas quer dar continuidade aos estudos. Ela oferece aos alunos a flexibilidade de conciliar os estudos com o trabalho e os demais compromissos da vida pessoal, podendo estudar pelo computador, smartphone ou livros.

Além da liberdade de escolher quando e onde estudar, os preços das mensalidades, em relação ao ensino presencial, são bem mais acessíveis.

Porém, antes de sair correndo se inscrever é importante prestar atenção em um ponto muito importante. Para começar pesquise se a faculdade escolhida é credenciada junto ao Ministério da Educação. Caso não seja, opte por outra instituição.

Essa certificação é o que te dá a segurança de que o curso tem qualidade e na conclusão, seu diploma será válido, garantindo uma oportunidade no mercado de trabalho.

Caso contrário esse certificado não terá validade, e infelizmente todo seu esforço de quatro anos terá sido em vão.

Confira também a grade e as disciplinas oferecidas. Verifique a possibilidade de fazer estágios durante a graduação, eles te dão mais experiência e conhecimento prático das atividades desenvolvidas pelo profissional da área que escolheu seguir.

Agora que você já conhece todas as vantagens e informações sobre modalidade de ensino a distância e já sabe que irá cursar Pedagogia, é hora de encontrar o curso que mais vai te preparar para o mercado de trabalho e dar o primeiro passo em direção da realização do seu sonho!

concertina

Benefícios da concertina eletrificada

A concertina eletrificada é uma alternativa para proteção residencial, sobretudo para aqueles que buscam máxima segurança e tranquilidade. Ainda não conhece esse material? Então, confira o que é e os benefícios que proporciona.

 

O que é a concertina eletrificada?

Trata-se da junção da concertina (que possui elevada capacidade de laceração) com a cerca elétrica, contando com fios metálicos que dão choque ao entrar em contato com a pele.

Justamente por isso, a concertina eletrificada é perfeita para montar cerca de proteção e segurança perimetral e patrimonial, minimizando o risco de invasões.

O material é bastante versátil e pode ser aplicado em diferentes espaços, como em imóveis residenciais, empresariais (escritórios), comerciais e industriais, sobretudo em áreas de acesso restrito.

 

Quais são os benefícios?

A concertina eletrificada possui o diferencial de proporcionar benefícios especiais. Conheça, a seguir, quais são eles e entenda o porquê vale a pena investir no material para montar cercas:

 

– Maximização da segurança

Por combinar a concertina e cerca elétrica, o material maximiza a segurança de espaços e pessoas que os frequentam, ajudando a inibir a ação criminosa eficazmente.

 

– Proteção de bens

A cerca elétrica concertina ajuda a proteger bens patrimoniais, diminuindo o risco de furtos ou roubos, bem como a possibilidade de ter novos gastos para repor tais itens.

 

– Excelente custo-benefício

Em comparação a outros materiais de segurança perimetral, a concertina eletrificada possui excelente custo-benefício porque seu preço é mais acessível e sua eficácia é alta. Portanto, é a opção ideal para proteger espaços sem gastar muito.

 

– Baixa manutenção

A concertina eletrificada é uma aposta certeira para quem não abre mão da praticidade, uma vez que não demanda manutenções, limpezas ou trocas constantes.

Ainda há mais uma vantagem: essa característica de baixa manutenção da cerca concertina eletrificada ajuda a economizar em longo prazo, justamente porque não há gasto extra frequente para garantir a qualidade do material.