aluguel-de-container-em-bh

Aluguel de container em BH: o espaço ideal para guardar móveis em BH

Está em Belo Horizonte, precisa armazenar uma boa quantidade de móveis, mas não tem espaço para isso? Acredite, esse tipo de situação é mais comum do que parece.

Mas, não precisa desanimar com esse problema, porque existe uma maneira simples e econômica de resolvê-lo, é só investir no aluguel de container BH para armazenagem de itens. Veja, aqui, como funciona!

 

Como funciona o aluguel de container BH

O aluguel de container é uma modalidade de self storage, um serviço que consiste na locação de um espaço para que o cliente possa armazenar itens. Mas, por que alugar um container e não um novo imóvel?

Simples: o processo de locação tradicional é burocrático, caro e nada flexível, portanto, não compensa em curto ou longo prazo. O aluguel de container self storage BH é o contrário de tudo isso, surgindo como a melhor alternativa.

O processo de contratação e uso do container é simples. O primeiro passo é escolher o container com a área total de acordo com os móveis a serem armazenados e fechar o contrato, o que é rápido, não há necessidade de apresentar vários documentos ou ter um fiador.

Depois, é só guardar seus itens, trancar o espaço e levar a chave consigo, o que dá mais tranquilidade, já que garante que terceiros não terão acesso ao guarda móveis.

 

Vantagens do aluguel de container BH

A locação de container é a melhor solução porque oferece vantagens únicas, como as apresentadas a seguir:

  • Otimização de espaço no imóvel, com liberação de área para uso;
  • Correta armazenagem de móveis, porque o container é limpo, tratado contra infestações de insetos e roedores, além de ser arejado, com menor chance de desenvolver mofo, e seguro;
  • Facilidade de contratação, com liberação rápida da área para uso;
  • Melhor custo-benefício em comparação à locação tradicional ou compra de outro imóvel.

Perguntas importantes para decidir o nome do bebê – Chega de indecisão!

Um dos momentos mais gratificantes e desafiadoras para todo pai e mãe (especialmente para os pais pela primeira vez) é a escolha do nome correto para o nosso bebê.

Que nome lhe colocamos nosso bebê? Como duvidamos se levar o nome do pai ou da mãe,o nome, de qualquer forma tenho um banco, ou outro nome que tenha um significado transcendental? Será que é melhor escolher um nome que foneticamente seja adequado para o (ou os) sobrenomes que ele (ou ela) manter, durante toda a vida?

Efetivamente esta não é uma decisão para ser tomada “leve”: devemos pensar bem esse nome que levará para toda a vida do nosso filho ou filha.Mas por onde começar? Não te angusties que esta pergunta a nós tivemos todos os pais.6 Dicas para escolher o nome certo para o seu filho ou filha

Perguntas a se fazer

  • O que é importante para você e para o seu parceiro? Talvez não se dizem, muitas vezes, mas é indispensável ter em conta aquilo que é indispensável para você e para o seu parceiro. Ou seja, muitos pais escolhem o nome de seus filhos em relação a um tipo de religião que professam (por exemplo, os nomes bíblicos como Mateus, Tiago ou João). Outros preferem ter em conta o nome do avô ou da avó (uma vez que foram significativos para os pais do futuro bebê). Em outros casos, o nome de uma estrela ou famoso, ao que admira é o nome “vencedor” para o nosso filho/a (Kevin ou Arnold). Ter em conta este aspecto é fundamental, e poupar-lhe muito tempo.
  • A escolha do segundo nome. Outro aspecto importante a ter em conta é o segundo nome. Você deve entrar de acordo com o seu parceiro sobre este aspecto, já que muitos pais consideram que com um único nome será suficiente, enquanto outros escolhem um segundo e até um terceiro nome para o seu filho/a.
  • O nomes compostos? Outro ponto importante é a escolha de um nome composto. Por exemplo: José, Maria, Maria Emilia, etc. São nomes que funcionam como um conjunto. Ficam muito elegantes embora muitos pais não se convence…
  • Nomes exóticos ou estranhos. Existem “nomes da moda” para as crianças, mas muitos pais preferem escolher nomes exóticos porque sentem que é melhor que seus filhos levem um nome “não comum”. Alguns destes são: Aristóteles ou Dionísio.
  • Nomes tradicionais. Muitos pais preferem escolher um nome tradicional, seja por costume, ou porque não são amantes dos nomes modernos. Alguns dos nomes mais tradicionais escolhidos são: Diego, José, Daniel, Fábio, entre outros.
  • A importância fonética de nomes. Este é outro aspecto que muitas vezes não se temem conta de forma consciente. É importante, foneticamente falando, que o nome tenha uma certa harmonia com o sobrenome (ou apelido) que o menino ou a menina vai levar.

>> Veja aqui o nosso passo a passo completo para decidir o nome do filho<<

Talvez sintas que se decidiu por um nome e, em seguida, poucos dias depois, muda de parecer…

Isso é completamente normal! Por isso sugerimos que a escolha do nome inicie por volta do 4° ou 5° mês de gravidez, para que tenha tempo de escolher entre um nome e outro.

como escolher o nome do bebê

Como decidir qual será o nome do seu filho? Dicas para entrar num acordo

Uma das questões importantes, com a chegada de um bebê, é a escolha do nome certo. O consenso entre os pais é necessário, mas também há que ter em conta outros factores.

Escolher o nome de um bebê é uma das decisões mais importantes que você irá enfrentar os novos pais. Os nomes são uma parte essencial da identidade. Em seguida deve conhecer mais a respeito.

Certamente, a chegada de uma criança ao mundo é traz consigo todo o tipo de mudanças em uma família. Se você precisa de adaptar espaços, reformular os tempos, as agendas e prioridades.

Implica ter consciência sobre a saúde (em qualquer aspecto) e também traz consigo a tomada de certas decisões cruciais, como a de escolher o nome dessa nova pessoa que virá ao mundo.

Em sites especializados como o nomesdemeninos.com.br que já tem todas as listas completas de nomes para escolher e seus devidos significados. Afinal, já imaginou ir somente pela sonoridade e depois descobrir que a interpretação em nada lhe agrada? Abaixo segue um passo a passo do que mais deve fazer para se livrar dessa (terrível) indecisão.

Como escolher o nome do seu filho

São muitas as considerações a ter em conta. Há aspectos culturais que influenciam consideravelmente (religião, país, etc.) a tradição familiar que também intervêm. Todos estes fatores devem sempre contemplar o bem-estar do bebê novo.

como decidir o nome do bebê1. Deve ser uma decisão do casal

O nome escolhido –qualquer que seja – deve ser o produto do acordo dos pais. De fato, você pode ser o primeiro acordo de muitos outros que devem vir dos pais. É um bom momento para deixar de lado, a pressa ou os caprichos e olhar para as opções capazes de agradar aos dois.

Se um dos dois não gosta do nome escolhido é melhor deixá-lo passar. Existe uma infinidade de opções, e uma delas servirá para chegar a um acordo. Para atender a ambos os pais, existe a opção do segundo nome.

2. Há falta tempo

Deve dedicar todo o tempo que seja necessário. Enquanto a gravidez avança, os pais podem sentir-se pressionados para escolher. O melhor nestes casos é não prestar atenção ao ambiente e saber tomar o tempo necessário para escolher o nome de um filho. Nesse caso, vale a pena usar uma agenda e técnicas de tempo para conseguir ter um momento aconchegante e justamente próprio para isso. Mas não se decepcione se mesmo na hora H não conseguir pensar em nada,pois as vezes a melhor ideia ocorre repentinamente.

3. Informar-se

Há que se informar bem sobre o assunto, já que alguns nomes podem ter referências culturais poderosas. Um nome que você gosta para os pais pode ser de um personagem de literatura, um político famoso, ou algum personagem histórico relevante.Claro, também há fontes on-line para o modo de orientação. No entanto, ao comparar dois ou mais portais, a informação pode chegar a ser contraditória.

4. Evitar a rigidez

Não é recomendável adotar uma postura rígida na hora de escolher um nome. “Tem que ser o nome do avô porque sim e ponto” realmente não é um argumento sólido, nem muito menos favorável, ou para outras pessoas ou para o bebê.

Se ambos os pais não estão de acordo em um nome é necessário procurar a solução em conjunto, de forma construtiva, até chegar a uma raiz. É recomendável ver todos os nomes como as opções e não como sentenças definitivas. Veja aqui algumas dicas para ficar mais relaxada para esse momento. 

5. Cuidado com as iniciais!

Às vezes, as casualidades da vida fazem com que se escolha um ou dois nomes que podem causar problemas. As iniciais do nome de uma pessoa serão sempre necessárias, em algum momento, e uma má combinação que pode causar problemas.Por isso, o mais recomendado é que os pais tenham cuidado com os nomes que escolhem ao combiná-los com os apelidos. Há que evitar que as iniciais, juntas, formem alguma palavra que possa chamar a provocação.